"De maneira mais genérica, uma criatura onisciente nunca perderia seu tempo vendo um filme, uma vez que já conhece o final. Não existe cinema para Deus. E, por conseguinte, ele, que não obstante sabe tudo, não sabe o que está perdendo..."

Ollivier Pourriol, no livro Cine Filô.

Comentários da Cristina Faraon

Blá...blá... blá...

Sherlock Holmes

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010


Fui ver porque ouvi dizer que era um filme legal.
Eu já havia assistido a algumas histórias de Sherloch Holmes: todas muito interessantes, cheias de mistério e depois, cheias de explicações para os mistérios. Como esse é um filme novo, imaginei que haveriam coisas novas na maneira de contar a história. Não há. Esse é apenas mais um filme de Sherlock Holmes. Calma! Isso não é um mal sinal.

Dá pra ver em cada detalhe que é um filme caprichado. A ambientação está perfeita e detalhada. Gostei. E a história... Sempre começa com indagações impossíveis de serem deslindadas. Depois, lá na portinha do fim, vem o "esclarecimento". Sim, entre aspas porque não esclarece muita coisa não. 

Enquanto os mistérios perduram e nos acompanham o filme quase todo, as explicações pipocam na nossa cara muito rapidamente.  É como se te explicassem todo o intrincado esquema de corrução do governo Lula em 10 minutos, com nomes e cargos de cada envolvido. Não dá!


Posso ser a pessoa mais burra do mundo mas tenho certeza de que NO MÍNIMO metade das pessoas não entenderam nem metade do filme.

Se você assistir pelamordedeus me conte quem era o tal do "Professor", o que ele tinha a ver com a história, o que ele tinha a ver com Irene e que raios de diálogo ela teve com Sherlock naquele andaime que eu não entendi P.N.

3 comentários:

Renan 23 de fevereiro de 2010 07:35  

Meu Deus, mãe. Vá ver de novo o filme.

O diálogo na ponte é onde explicam todos os mistérios.

O professor é oooutro cara, que queria aquela tecnologia lá da da bomba, e que, obviamente, ficou claro que será o "inimigo" do Sherlock Holmes 2.

:P

Cristina F. 19 de março de 2010 12:24  

Meu Deus! Meu filho é um iluminado!

Cristina F. 19 de março de 2010 12:25  

Vou ter que assistir novamente mesmo... Primeiro porque não consegui entender quase nada do que matraqueavam naquela bosta daquele andaime. Precisava ser tão rápido?
Sei que o Professor queria o segredo mas... falam e falam nele mas ele não se encaixa em nada.

  © Free Blogger Templates Columnus by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP